Matriz Swot

Captura de Tela 2017-11-01 às 12.34.54

De acordo com Vana, Monteiro e Voloch (2006):

“O objetivo da SWOT é definir estratégias para manter pontos fortes, reduzir a intensidade de pontos fracos, aproveitando oportunidades e protegendo-se de ameaças.”

O que é a matriz SWOT?

A Matriz ou Análise SWOT (dos termos em inglês: Strenghts, Weaknesses, Opportunities e Threats) é um importante instrumento utilizado em um planejamento estratégico. Ela tem como objetivo fazer uma avaliação e monitoramento globais do ambiente externo (oportunidades e ameaças) e interno (forças e fraquezas) de uma empresa, levantando os pontos positivos e negativos de cada uma.

 

 

Positivo

Negativo

Interno

Forças

Fraquezas

Externo

Oportunidades

Ameaças

Ambiente Interno

                 

O Ambiente Interno pode ser controlado pela empresa, uma vez que ele é resultado das estratégias de atuação definidas pelos próprios membros da organização. Ele se consiste em Forças e Fraquezas de uma instituição:

  • Forças : São as vantagens internas da empresa em relação aos seus  concorrentes e/ou o mercado em que atual;

  • Fraquezas  : São as desvantagens internas da empresa em relação aos seus concorrentes  e/ou o mercado em que atual;

Obs. Os tópicos levantados para Forças e Fraquezas devem ser somente os relevantes para o contexto atual da empresa. Caso ela tenha um dos itens anteriores, mas não é relevante para a análise que está sendo feita, é aconselhável não colocá-la, pois pode confundir os gestores na hora da tomada de decisão.

Ambiente Externo

                 O ambiente externo está fora do controle da organização, mas a empresa deve conhecê-lo e monitorá-lo com frequência, de forma a aproveitar as Oportunidades e neutralizar as Ameaças.

  • Oportunidades: São aspectos e acontecimentos positivos externos que podem potencializar a vantagem competitiva da empresa no mercado em que atua.
  • Ameaças: São aspectos e acontecimentos negativos externos que podem prejudicar a vantagem competitiva da empresa no mercado em que atua.

               

Obs. Os tópicos levantados para Oportunidades e Ameaças devem ser somente os relevantes para o contexto atual da empresa. Caso ela tenha um dos itens anteriores, mas não é relevante para a análise que está sendo feita, é aconselhável não colocá-la, pois pode confundir os gestores na hora da tomada de decisão.

       A partir desta ferramenta, é possível traçar estratégias que diminuam os riscos, inibam os pontos fracos e potencialize as forças da instituição. O autor deste método, em sequência a ele, desenvolveu a Análise SWOT Cruzada, meio que auxilia no desenvolvimento de estratégias que possam resolver/ melhorar e até incrementar os pontos levantados.

Como é a sua aplicação?

 1. É preciso identificar os pontos acima (Ambiente interno e externo) e colocar os tópicos em cada contexto que está inserido.

  2. Após este feito, deve-se analisar os impactos do ambiente interno na empresa, ele deve ser numerado de 1 a 3 – sendo o maior número indicando maior impacto, abaixo podemos entender a estrutura que deve ser utilizada.

Forças

Impacto

Força 1

1 a 3

Força 2

1 a 3

Força 3

1 a 3

Total

 

Fraquezas

Impacto

Fraqueza 1

1 a 3

Fraqueza 2

1 a 3

Fraqueza 3

1 a 3

Total

 

3. Após o preenchimento da tabela, deve-se somar os impactos e estabelecer um total.

Obs.: Cabe a pessoa determinar a quantidade ideal de cada tabela, a numeração é meramente ilustrativa.

 4. Em seguida, estabelecer a probabilidade de ocorrência dos fatores e o seu impacto na empresa, ambos devem ser classificados de 1 a 3 - sendo o maior número indicando maior impacto e maior probabilidade de ocorrência. Em seguida, deve-se multiplicar os valores colocados em “Probabilidade de Ocorrência” e “Impacto” e preencher a área de “Valor” com o resultado. Abaixo podemos entender a estrutura que deve ser utilizada.

Oportunidades

Probabilidade de Ocorrência

Impacto

Valor

Oportunidade 1

1 a 3

1 a 3

 

Oportunidade 2

1 a 3

1 a 3

 

Oportunidade 3

1 a 3

1 a 3

 

Total

 

Ameaças

Probabilidade de Ocorrência

Impacto

Valor

Ameaça 1

1 a 3

1 a 3

 

Ameaça 2

1 a 3

1 a 3

 

Ameaça 3

1 a 3

1 a 3

 

Total

 

5. Após o preenchimento da tabela, deve-se somar os impactos e estabelecer um total. Através destas tabelas, será possível ter uma visão melhor da posição que a empresa está no mercado, o que está impactando positivamente ou negativamente na empresa, além dos seus pontos fortes e o que poderia ser melhorado. Muitos destes pontos a serem preenchidos estão no Macroambiente e destrinchando o Microambiente.

6.Assim, dependendo do valor em cada tópico, deve-se estabelecer as seguintes estratégias:

  •  Caso o valor de “Oportunidades” e “Forças” for maior do que seus respectivos opostos, o negócio tem potencial de ação ofensiva, assim, a
    empresa poderá ter uma abordagem mais agressiva onde atua.

  • Caso o valor de “Oportunidades” e “Fraquezas” for maior do que seus respectivos opostos, o negócio está debilitado, assim, a empresa deve
    ter uma abordagem mais defensiva, incrementando suas “Forças” e amenizando suas “Fraquezas”.

  • Caso o valor de “Ameaças” e “Forças” for maior do que seus respectivos opostos, é exigida uma capacidade defensiva do negócio.
    Assim, a empresa deve ter uma abordagem mais defensiva, blindando-se de futuras ameaças ao mercado que está inserida e/ou fazer uma
    abordagem mais segmentada de seu público-alvo.

  • Caso o valor de “Ameaças” e “Fraquezas” for maior do que seus respectivos opostos, o negócio está vulnerável, assim, a empresa deve ter uma abordagem mais defensiva, blindando-se de futuras ameaças ao mercado que está inserida. Além de tentar amenizar suas
    “Fraquezas”, incrementar suas “Forças” e explorar novas oportunidades na categoria que atua e/ou em outras que possam ser proveitosas para a empresa.  A empresa poderá abandonar o setor que atua – caso não seja mais produtivo ou um mercado em constante queda, não trazendo mais
    lucro. Ela poderá concentrar seus esforços em outras categorias no mercado.

           

Exemplo :

                  Vamos pegar como exemplo a indústria de leite condensado no Brasil e aplicar os conhecimentos vistos acima. É de suma importância ressaltar que para uma análise completa é necessário um estudo dos dados necessários para melhor entendimento e embasamento do que for colocado.

 

 

Positivo

Negativo

Interno

Forças
- Tradição da marca
- Líder de Mercado
- Variações de produto
- Referência para receitas

Fraquezas
- Poucas promoções com redes de venda
- Baixo investimento em campanhas
- Produto supérfluo

Externo

Oportunidades
- Preocupação com o meio social
- Aumento da presença brasileira nas redes sociais
- Brasileiro consome 3x mais açúcar que outros países

Ameaças
- Preço da concorrência
- Substituição por sobremesas prontas
- Busca por uma alimentação mais saudável

Forças

Impacto

Tradição da marca

3

Líder de Mercado

3

Variações de produto

2

Referência para receitas

2

Total

10

Fraquezas

Impacto

Poucas promoções com redes de venda

2

Baixo investimento em campanhas

2

Produto supérfluo

3

Total

7

                 Nota-se que a marca de leite condensado, apesar de ter fraquezas com um impacto elevado em seu negócio, é forte no mercado em que está inserida, posicionando-a em um local confortável. Contudo, as fraquezas não devem ser negligenciadas, algumas soluções podem ser criadas para amenizar estes pontos fracos da empresa.

Ameaças

Probabilidade de Ocorrência

Impacto

Valor

Preço da concorrência

3

2

6

Busca por uma alimentação mais saudável

2

3

6

Substituição por sobremesas prontas

2

2

4

Total

16

Oportunidades

Probabilidade de Ocorrência

Impacto

Valor

Preocupação com o meio social

2

2

Aumento da presença brasileira nas redes sociais

3

3

9

Brasil consome 3x mais açúcar que outros países

3

2

 6

Total

19

                 O cenário apresentado é considerado como ideal para a marca de leite condensado, apesar da nota alta nas “Ameaças”. Deste modo, a empresa deveria se atentar às oportunidades de mercado que a cerca, além de tomar cuidado com o nível alto de ameaças que podem prejudicá-la. A defesa contra fatores que podem afetar negativamente a empresa culmina no crescimento de retorno financeiro.

                 Como visto através das tabelas, o valor de “Oportunidades” e “Forças” é maior do que seus respectivos opostos e a superioridade de “Oportunidades” sobre “Ameaças”, o negócio é ideal e tem potencial de ação ofensiva. Assim, a marca de leite condensado poderá fazer uma abordagem mais agressiva dentro do mercado em que está atuando.

Conclusão

               A Matriz SWOT é uma excelente ferramenta para olhar o seu negócio de maneira sistêmica e analisar os impactos do mercado, porém, é importante ressaltar que preencher os quadrantes da matriz por si só não levará a nenhuma definição estratégica que seja totalmente eficaz, apenas irá ajudar no diagnóstico interno e externo da empresa analisada. Para que ocorra uma análise mais profunda que resulte em definições estratégicas é recomendado aplicar a SWOT Cruzada.

Gabriel Goulart

''Sou uma cara carismático e empático, amo muito esta empresa, sendo proativo sempre que posso. Um dia serei diretor de marketing da HP, mas até lá fico escutando meus rocks. ''

CONTEÚDO VALIDADO!
Professor de Marketing na ESPM- RJ
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *