Skip links

Neuromarketing: Truques da mente para aumentar suas vendas

Neuromarketing, atualmente, simboliza as grandes transformações ocorrendo no mundo das vendas. Para um negócio estar à frente de sua concorrência, não basta apenas ter um boa ideia, é necessário entender também o que motiva os seus consumidores, até no nível inconsciente.

Ilustração Neuromarketing
Fonte: Associação Brasileira de Comércio Eletrônico

O que é o Neuromarketing? 

Você certamente já reparou, em supermercados ou lojas, alguns itens cujo preço termina em 99 centavos. Isso não é à toa. 

O nosso inconsciente tende a não dar tanta importância para os números posicionados à esquerda, ou seja, os decimais. Isso se dá porque nosso foco fica centralizado no número “principal”, aqueles da direita. Por isso, um produto a R$7,99 parece ser mais barato do que um a R$8,00.

O neuromarketing é o responsável, então, por identificar essas respostas cerebrais (a preços, embalagens, anúncios) e aplicá-las para vender cada vez mais!

Por que você deve utilizar o neuromarketing no seu negócio?

Como já mencionado anteriormente, em um cenário amplamente competitivo, como são na maioria dos mercados de hoje, qualquer oportunidade de destacar deve ser aproveitada!

É nesse contexto que se insere o neuromarketing. Ao utilizá-lo, empresas como a sua conseguem atender de forma mais precisa, os anseios e desejos de seus consumidores e, assim, ganharem a sua preferência.

neuromarketing
Ilustração Neuromarketing
Fonte: Site Faculdade GAP

Como o neuromarketing pode ser aplicado no seu negócio?

Segundo a Forebrain, cerca de 90% de todo e qualquer tipo de informação que chega ao cérebro é processada de maneira inconsciente.

Sendo assim, estratégias que ativam o cérebro e despertam desejo no produto/serviço oferecido, podem fazer toda diferença na hora da compra! 

1) Gatilhos mentais

A maioria das decisões que tomamos em nossas rotinas funcionam no “piloto-automático”.

Por exemplo, quando você está andando na rua, provavelmente não fica pensando: tenho que pisar com pé direito, depois com o pé esquerdo e assim por diante, não é mesmo? 

Isso ocorre porque, na prática, muitas das nossas ações e reações são emocionais e intuitivas.

Por isso, os gatilhos mentais são técnicas que despertam o desejo nas pessoas, sem mesmo elas perceberem que estão sendo persuadidas.

Um exemplo de gatilho mental é a escassez.

Em marketing de vendas, esse gatilho é usado para estimular as pessoas a finalizarem logo a compra. Ao perceber que algo que desejam está acabando, elas correm com medo de não perder a chance. 

Como no exemplo abaixo, do site Booking .com

Página de reserva de Hotel
Fonte: Site Booking.com

2) Conteúdo visual

Podemos dizer que o neuromarketing está muito atrelado ao marketing sensorial, ou seja, o trabalho com os sentidos — visão, audição, olfato, paladar e tato, para melhorar a experiência dos clientes.

Por isso, investir em conteúdos que despertam tais sentidos podem conquistar a preferência do público!

Como isso funciona na prática?

– Imagem

Sabe a fala “uma imagem vale mais que mil palavras”? Ela também é verdadeira para o neuromarketing. O conteúdo sem imagens pode tornar a compreensão por parte dos consumidores mais difícil.

Sendo assim, se você deseja ganhar sua atenção, invista neste recurso para fixar a mensagem que você deseja passar na mente do consumidor. 

– Tipografia

Para o neuromarketing, a escolha da fonte é um detalhe vital. Esta pode modificar toda a percepção que o consumidor tem sobre o seu produto/serviço. 

Por isso, utilize fontes simples, que facilitem a leitura, uma vez que elas não devem exigir muito esforço por parte do consumidor.

– Cores

Diferentes cores despertam diferentes emoções humanas. Logo, utilizar da psicologia das cores para persuadir alguma ação de seus consumidores pode se provar muito eficaz. 

Se você deseja passar um senso de urgência, o vermelho é ideal. Porém, se quer evocar sentimentos de segurança e confiança, o azul é a melhor opção. 

3) Estímulos emocionais

Recorrer à emoção pode ser muito benéfico para o seu negócio! 

Se executado de maneira correta, sem utilizar de um tom muito apelativo e forçado, estimular a empatia dos consumidores pode ajudar suas vendas!

Tendo em vista que a maioria dos fatores que influenciam nossas ações são essencialmente intuitivas e emocionais, mensagens com apelos emocionais são mais prováveis de serem lembradas pelo consumidor. 

Estímulos do cérebro
Fonte: NeuroMarketing-iGamingBrasil

A imagem acima demonstra de forma clara como funciona o cérebro humano diante de estímulos.

E, por fim,  despertar sentimentos positivos em seu público pode influenciar muito em seu processo decisório de compra, uma vez que irão associar tais emoções a sua marca/produto/serviço.


Gostou desses truques do neuromarketing? Esta é apenas uma das muitas estratégias de marketing que podem ajudar o seu negócio! Aproveite e venha bater um papo conosco! Somos a ESPM Jr., a mais conceituada empresa júnior de marketing do Rio de Janeiro